Acontece

Projeto de reurbanização do Anhangabaú sai do papel

Nesta manhã de segunda-feira (10/06), o prefeito Bruno Covas anunciou a reurbanização do Vale do Anhangabaú. Idealizado pelo antigo prefeito Fernando Haddad, o projeto terá um investimento de R$ 80 milhões e pretende conceder a manutenção do espaço público à iniciativa privada. A previsão é que às obras sejam entregues em junho de 2020.

Segundo Covas, a ideia é que o Anhangabaú deixe de ser um “espaço de passagem para ser um espaço de convivência e de permanência”. Este é um dos 34 projetos existentes para a requalificação do Centro da cidade.

Questionado se o projeto não seria uma medida higienista para afastar as pessoas em situação de rua que vivem no por lá, o secretário respondeu que não.

Novos serviços

O projeto conta com implantação de quiosques, bancas de jornal e ludoteca. Mais de 1.500 lugares serão distribuídos entre bancos e cadeiras, além de bebedouros, lixeiras e paraciclos.

Novo ambiente

Serão 850 pontos de jatos d’água, com reaproveitamento de 90% do total e captação de 10% do restante através de poço artesiano. Um tanque de armazenamento subterrâneo com capacidade de 1.500 m³ coleta essa água que, uma vez pulsada, se expressa e volta ao ciclo através de drenagem. A água será organizada em diversas zonas que poderão ser controladas, ligadas e desligadas, de acordo com a necessidade, demanda e situação do uso do espaço.

Também será criada marquises verdes ao longo das ruas Anhangabaú e Formosa e da Avenida São João, com objetivo de formar ambientes sombreados, garantindo um bom microclima. Será escolhida espécies com copas altas, permitindo visão desobstruídas através do Vale. Em sua forma final, o Anhangabaú contará com 480 árvores – 355 serão mantidas e 125 novas espécies nativas serão plantadas.

Iluminação

A iluminação pública será automatizada com um sistema LED, levando ao aumento da qualidade da iluminação, proporcionando economia de energia e aumentando a segurança da região. Serão 28 pontos de iluminação na esplanada, 105 pontos de iluminação sob as árvores, 900 metros lineares de iluminação sob os bancos e 217 pontos de iluminação na escala do pedestre.

Foto: Wikipédia, a enciclopédia livre.



Topo