Projeto traz oficina de cinema para crianças de comunidade da zona norte

0
957

Muitas crianças já sonharam em contar suas histórias através de um filme, mas poucas conseguiram realizar esse objetivo. Porém, o Projeto R3VIDA pretende mudar essa realidade.

Desenvolvido para crianças e jovens das comunidades da zona norte, em especial do Apuanã, Jardim Fontalis, Recanto Verde I e II, Jardim Joana D’Arc, Jova Rural, Hebron, Jardim Felicidade, Corisco, Jardim São João e Vila Nova Galvão, o projeto terá aulas teóricas e práticas sobre áudio-visual, além de realizar oficinas que envolvem a arte, saúde, educação e cultura.

Ele se tornou possível graças a parceria de diversas equipamentos e lideranças locais da região, entre elas está a Barbara Junqueira dos Santos, gestora do PAVS (Programa Ambientes Verdes e Saudáveis) de Santana/Tucuruvi e Jaçanã/Tremembé. Ela conta que a ideia surgiu a partir de um estudo que identificou a região de Jaçanã/Tremembé como um local de vulnerabilidade para as crianças e adolescentes.

A proposta das oficinas surgiu em uma conversa com a Iara Ferreira coordenadora da UVIS (Unidades de Vigilância em Saúde), juntas elas resolveram mobilizar parcerias para criar alguma solução a respeito dos baixos índices sociais.

A partir de conversas com os agentes públicos da região, foi criado o Projeto R3VIDA. Apesar de envolver alguns órgão do poder público, o projeto é voluntário. Inclusive a gestora do PAVs conta que “estão buscando” voluntários que possam ministrar as oficinas de dança e de jogos digitais.

Segundo Barbara, o projeto poderá ajudar no cotidiano das crianças e jovens no território, pois, como mostra a avaliação “muitas crianças e jovens do nosso território se limitam a ver televisão, jogar no celular ou ficar ‘sem fazer nada'”. Ela acredita que o projeto poderá aproximar as crianças das “instituições e serviços que são oferecidos” no território, como o CEU Jaçanã e a Fábrica de Cultura Jaçanã.

As oficinas de cinema iniciam em agosto. As aulas irão ocorrer em três locais, sendo na Associação Mutirão (Jardim Fontalis), Fábrica de Cultura Jaçanã (Jova Rural) e no Apuanã. Em cada um desses locais serão produzidos os vídeos.

Segundo Karen Ferreira, Supervisora da UBS Jardim Fontalis e membro do projeto, a ação formação de times esportivos e rodas de conversas terapêuticas, com o objetivo de aproximar os jovens e sua família dos serviços de saúde, cultura, assistência social e educação. Além da realizar um Festival de esportes, alimentação saudável, permacultura e “o que vier de demanda do nosso público”.

A previsão para exibição dos curtas será em novembro, no CEU Jaçanã. Outros locais para a apresentação dos filmes, como a Fábrica de Cultura, além da exposição itinerante do projeto, com apoio do Cine Gueto e Cine Kombi, ainda não tem data definida.

Foto: Reprodução