Editorial

Editorial | Que ano hein? Que venha 2019!

Este ano ficará marcado por mudanças e vontade de mudanças, já que muitos brasileiros aguardam o 1º de janeiro como uma criança aguarda uma festa de aniversário, onde ganhará um montão de presentes.
A prisão do líder populista, esquerdista, criminoso e ex-presidente deste país, Luís Inácio Lula da Silva, foi o início do sentimento de esperança para pelo menos metade dos brasileiros, a outra metade em cima do muro, não acreditava que esse condenado por vários crimes de corrupção, ficasse tanto tempo preso. Na minha opinião deveria ficar por muitos e muitos anos!

A Copa, a greve dos caminhoneiros, mais e mais operações lava jato com prisões sucessivas ao longo do ano, revelações, mais crimes, mais descasos, e nada de melhorar.

Até que no último dia de trabalho nos fóruns e tribunais de todo país, magistrados nomeados digníssimos ministros do Supremo Tribunal Federal assinam decisões, como a do Ministro Marco Aurélio, que numa dor de barriga achou que podia libertar quase 200 mil criminosos, incluindo os de alta periculosidade numa tacada só, mas claro, seu objetivo maior era libertar o mais ilustre de todos os criminosos do país que é o ex-presidente Lula. Graças a interferência da Procuradoria Geral da União e o Presidente do STF isso não aconteceu. Cabe aqui ressaltar que renomados juristas, advogados e magistrados criticaram com veemência essa decisão do Ministro Marco Aurélio.

Já o Ministro Ricardo Lewandowski, decide aumentar os salário de mais de 270 mil servidores públicos, em 4,5% a 6,3%. Lembrando que servidor público tem estabilidade de emprego, vários benefícios além de uma aposentaria plena. Isso é no mínimo injusto com 15 milhões de desempregados e com a atual crise no país, já que causará um rombo de mais R$ 5 bilhões no orçamento da União.

E para fechar 2018 o Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, num dia de Cinderela assume a cadeira da Presidência da República, por viagem do Presidente Temer, e resolve, numa canetada, libertar todos os municípios brasileiros da responsabilidade fiscal, ou seja os Prefeitos poderão gastar como quiserem que não responderão civil e criminalmente pelos abusos.

O Brasil ganhou seus presentes de Natal que terá seus reflexos no ano que se aproxima, presentes estes vindos de uma justiça desacreditada, e de políticos oportunistas que se submetem a interesses escusos e partidários. Então caros leitores, apesar da maioria estar otimista com 2019, e confesso que faço parte deste grupo, tenho também consciência que será um ano de mudanças, mas com muitas dificuldades, principalmente com obstáculos, armações e arapucas que serão criadas e armadas por aqueles que perderam o osso e agora querem usar da falsa e corrupta magnificência que acham que tem sobre o povo, contra o governo que assumirá no próximo ano.

Por tudo isso, seremos presenteados sim, por não estarem mais no poder aqueles que acometeram nosso país a corrupção. Mas ainda essas mudanças serão muito singelas ao longo de 2019, pois tem muito por fazer e depende também de nós.

Feliz Natal e um Novo Ano com muita saúde, vontade, otimismo, força e confiança!

 


Samir-Mohamed-TradDiretor do Grupo SP de Comunicação

Jornalista e Editor dos jornais SP e do portal de notícias SP Norte.

samirtrad@terra.com.br



Topo