São Paulo

Representantes locais e da segurança pública são homenageados

O Batalhão Suez foi um grupo de integrantes do Exército Brasileiro enviado ao Oriente Médio durante o conflito entre Israel, Egito e outros países árabes a partir de 1956. Na ocasião, foram 20 contingentes do Exército nacional, agregando as Forças de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU). O grupo também contou com as participações de países como Canadá, Colômbia, Dinamarca e Itália.

As Forças de Paz da ONU foram criadas depois que o Presidente egípcio Gabal Abdel Nasser nacionalizou o Canal de Suez, criando atritos com outros países – Reino Unido e França, administradores da região do canal; estes armaram Israel para invadir a região, dando origem à Guerra de Suez. No conflito, cerca de 6 mil brasileiros foram a campo para manter a paz e mediar a situação. As Forças de Paz da ONU ganharam o Prêmio Nobel da Paz em 1988, e a ONU em 2001, pelos esforços em manter a paz entre os povos.

Para preservar a história e mostrar às novas gerações o valor das Forças Brasileiras, foi criada a Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz (ABFIP). Na noite da última terça-feira (16/5), o Salão Nobre da Câmara dos Vereadores recebeu o evento em comemoração aos 60 anos da partida do 1o contingente do Batalhão Suez rumo ao Oriente Médio.

Nomes da Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana, líderes e representantes foram homenageados, de forma a valorizar e reverenciar aqueles que praticam ações enaltecedoras ao Brasil e sua comunidade. Entre outras condecorações, foi entregue a Medalha da Ordem do Mérito das Forças de Paz do Brasil – Grau Cavaleiro. Nelson Ferreira, líder comunitário e empresário da região do Jaçanã e Edu Chaves, foi um dos condecorados com a honraria. Ferreira atua em ações sociais e políticas, com objetivo de melhorar a vida dos moradores dessas comunidades.



Topo