Histórias

Santa Teresinha: um bairro familiar e repleto de comércio

Considerado um bairro relativamente pequeno, o Santa Teresinha, localizado no distrito de Santana, é considerado moderno e nobre, mas com ‘ares interiorano’. Nele é possível avistar sobrados de alto padrão e construções de edifícios de luxo, além de um excelente comércio, o que impulsionou o desenvolvimento do bairro.

Por conta de sua origem, quando em 1920 a rede Salesianos comprou uma chácara para o lazer de seus alunos, o bairro construiu um forte vínculo religioso, presente em seu nome e nos equipamentos, como a conhecida Paróquia Santa Teresinha e o Colégio Salesiano Santa Teresinha.

Antes disso, em meados do século XX, a região era um aglomerado de fazendas e sítios que, devido a inundações periódicas da várzea do Tietê, tornavam o solo fértil.

Apesar de ser um pouco distante do metrô, quem mora em Santa Teresinha tem fácil acesso à Santana, ao centro e a Marginal Tietê. Muitos portugueses fizeram do bairro sua residência, tanto que a rua Nova dos Portugueses surgiu como homenagem a esses imigrantes.

Para Silvio da Silva, padre da Paróquia Santa Teresinha, o bairro possui um “ambiente muito familiar, que se destaca ainda pelas casas e grande número de famílias que habitam aqui, deixando o ambiente, as ruas com um sentimento maior de proximidade, de convivência sadia e de ambiente onde podemos respirar um pouco de convivência”.

Atualmente a Paróquia promove no bairro trabalhos como da Catequese e as pastorais da Família, dos Enfermos e dos Jovens, além das atividades sacramentais, do trabalho assistencial e entre outros.

Foto: Paróquia Santa Terezinha/Reprodução



Topo