São Paulo tem abstenção recorde no primeiro turno das eleições

0
15

A cidade de São Paulo registrou neste domingo de eleições uma abstenção de 29,29%, um recorde da capital paulista.

Mais de 2,6 milhões de eleitores da capital paulista deixaram de ir às urnas votar para prefeito e vereador.

A pandemia do novo coronavírus foi um dos fatores que determinaram o alto número de ausências.

A abstenção recorde anterior na cidade havia sido registrada em 2016, quando 22% dos eleitores aptos a votar não comparecem às urnas, 600 mil a mais do que em 2020.

Todos os 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo registraram aumento na taxa de abstenção de 2016 para 2020. Em pelo menos nove desses municípios a abstenção representou mais de um quarto (25%) do total de eleitores aptos a votar.

 

O histórico da taxa de abstenção na capital paulista:

– 2004: 15%

– 2008: 16%

– 2012: 18%

– 2016: 22%

– 2020: 29,29%