Histórias

Encanto e praticidade na maior floresta urbana do mundo

A Serra da Cantareira é um dos últimos refúgios verdes da cidade de São Paulo. Uma ótima pedida para quem deseja fugir da rotina de trânsito, poluição e barulho, situações cotidianas da grande metrópole. Considerada a maior floresta urbana do mundo, oferece quatro núcleos abertos à visitação aos finais de semana: Engordador, Pedra Grande, Águas Claras e Cabuçu.

Nascentes e cântaros

Entre os séculos XVI e XVIII, em razão de grande quantidade de nascentes e córregos encontrados na região, os tropeiros que faziam o comércio entre São Paulo e as outras regiões do país, levavam os cântaros, vasilhas de barro que serviam para carregar água. Daí a origem do nome Cantareira.

Como os fazendeiros buscavam mais terras para plantar café, chá ou cana-de-açúcar, o desmatamento na serra cresceu bastante até o final do século XIX, quando o governo estadual resolveu agir, desapropriando fazendas para proteger as nascentes ou riachos que abasteciam a cidade.

A partir dessa época, a Companhia Cantareira de Água e Esgotos reorganizou o sistema de abastecimento de água e para garantir a área de preservação dos mananciais, criou-se uma reserva florestal de 5.647 hectares. Em 1893, foi criado o Parque da Cantareira, com bosques, lugares para piqueniques e práticas de esporte. Um pouco abaixo do reservatório foi criado o Horto Florestal, parque que possui uma rica representatividade de Mata Atlântica, inclusive de espécies hoje raras, como o pau-brasil. Lá é possível encontrar animais nativos como tucanos, maritacas, esquilos e capivaras.

Serviços diversos abastecem a região

Em outros tempos, quem morava na Serra da Cantareira precisava ir até São Paulo ou ao Centro de Mairiporã para dispor de serviços básicos, o que ocasionava certo desconforto. Hoje, com o crescimento local, quem vive na região é beneficiado por ampla e completa infraestrutura. São serviços e comércios que proporcionam tudo que é necessário para suprir as necessidades do dia a dia.

No que se refere à lazer, a Serra da Cantareira oferece o que há de melhor: além dos parques, diversos locais para a prática de esportes radicais, além dos excelentes restaurantes espalhados por toda a região.

Viver na Serra da Cantareira proporciona experiências que, em São Paulo, por exemplo, dificilmente aconteceriam como o convívio quase que diário com os animais. A serra ainda abriga cerca de 200 espécies de aves, como o Macuco, inhambu-guaçu e o tucano-de-bico-verde. Apesar da proximidade com uma região altamente urbanizada, ainda são encontradas no local diversas espécies de árvores e flores.

Aqueles que desejam aproveitar as facilidades oferecidas pelo mercado imobiliário para adquirir um imóvel na Serra da Cantareira devem procurar as imobiliárias locais, que se especializaram na região, e hoje contam com as melhores opções para desfrutar da tranquilidade, conforto e bem-estar que a só a Serra da Cantareira proporciona.

A infraestrutura que a região oferece é ampla e completa. Assim, quem vive por lá não precisa voltar para São Paulo para dispor de serviços básicos, tendo, inclusive, sistemas de delivery à porta de casa. Confira abaixo algumas dessas opções no especial publicado na edição impressa do SP Norte:



Topo