Vida e Bem Estar

Setembro Amarelo: Como combater a depressão

Uma doença que cada vez mais cresce pelo mundo é a depressão. Muitos especialistas afirmam que estamos vivendo uma epidemia desta patologia e apontam que a depressão é a doença do século XXI.

Além da tristeza crônica, a depressão é o maior causador de suicídios no mundo. De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria, a cada 40 segundos alguém se suicida. Já no Brasil, são registrados cerca de 10 mil suicídios todo o ano. Estima-se que, até 2020, o índice poderá aumentar até 50%, ultrapassando o número de mortes decorrentes de homicídio e guerra combinados.

Durante muito tempo esse assunto foi um tabu na sociedade, mas o tema ganhou mais destaque recentemente com a campanha “Setembro Amarelo”, no qual são feitas ações por todo o Brasil com o objetivo de esclarecer duvidas sobre a depressão e quais atitudes devemos tomar para evitá-la.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada 10 casos de suicídio poderiam ser evitados. Por conta disso, identificar os sintomas da doença é o primeiro passo para livrar-se dela, confira alguns deles:

  • Alteração de peso, sendo a perda ou ganho de peso não intencional;
  • Distúrbio de sono, insônia ou sonolência excessiva praticamente diárias;
  • Problemas psicomotores, agitação ou apatia psicomotora;
  • Fadiga ou perda de energia;
  • Sentimento de culpa e inutilidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Ideias suicidas, pensamentos recorrentes de suicídio ou morte;
  • Baixa autoestima,
  • Alteração da libido.

Vale destacar que existe quadros leves e graves da doença, por isso é importante consultar o especialista a fim de receber orientações sobre o melhor tratamento, que pode envolver uma mudança no comportamento ou até o uso de medicamentos.



Topo