SP tem queda no número de óbitos pela covid-19 pela 3ª semana consecutiva

0
150

Pela terceira semana consecutiva, o Estado de São Paulo registrou uma ligeira queda no número de mortes causadas pelo coronavírus (covid-19) em São Paulo. Pelas contas da gestão estadual, houveram 27 vidas perdidas a menos quando comparado com a semana anterior.

A maior redução da mortalidade ocorre na Região Metropolitana de São Paulo, que acumulou uma queda de 14,5%. Já no interior, a queda foi um pouco menor (12%). Por outro lado, na capital paulista a redução foi de apenas 6%.

Se compararmos com o inicio do mês de junho para o mês de julho, houve uma redução de 207 mortes. Confira os números de óbitos pela doença nas últimas semanas:

  • Na semana entre 14 a 20 de junho, houveram 1.913 mortes
  • Entre os dias 21 a 27 de junho, foram 1.769 óbitos.
  • Entre os dias 28 de junho a 4 de julho, foram 1.733 vidas perdidas;
  • Por fim, na última semana, 5 a 11 de julho, foram 1.706 vítimas

Atualmente o Estado de São Paulo possui 17.907 vidas perdidas pela covid-19, segundo dados do Governo de São Paulo, e 374.607 casos confirmados da doença. A taxa de ocupação de leitos de UTI na Grande São Paulo é de 64,9%, já pelo Estado a taxa é de 66,2%.

Reabertura de parques

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou a atualização do Plano São Paulo. A declaração aconteceu na última sexta-feira (10) e revelou que a capital paulista se manteve na Fase 3 Amarela da quarentena inteligente. Nesta etapa permito que os comércios já reabertos possam funcionar por mais tempo e receber mais pessoas.

Na semana passada, tanto o Governo como a Prefeitura de São Paulo permitiram a reabertura de alguns parques na capital paulista a partir desta segunda-feira (13). O horário de funcionamento e capacidade das unidades serão reduzidos, além disso, serão tomadas uma série de medidas sanitárias a fim de evitar o contagio da doença.

Reabertura de academia

A reabertura de academias estava prevista para acontecer somente na Fase 4 Verde do Plano São Paulo, no entanto o Governo de SP autorizou a reabertura desse serviço já na Fase 3 Amarela com 30% de sua capacidade, 10% a menos do que os setores da etapa atual.

Reabertura de cinemas e teatros

Segundo o Plano São Paulo, as regiões que permanecerem por 28 dias seguidos na Fase 3 Amarela, poderão reabrir, com limitações, espaços culturais como museus, bibliotecas, cinemas, teatros e salas de espetáculos.

Caso a capital paulista e as cidades da região do ABC e de Taboão da Serra mantiverem o controle da pandemia, estarão autorizadas em reabrir os espaços de lazer já no dia 27 deste mês.

Volta as aulas

A gestão estadual anunciou nesta segunda que as regiões que estão por 14 dias consecutivos na Fase 3 Amarela do Plano São Paulo, poderão retornar gradualmente as aulas presenciais. Neste primeiro momento, a volta às aulas serão para universidades e escolas técnicas estaduais.

Atualmente, apenas a cidade de São Paulo está livre para escolher a volta às atividades. Segundo a gestão estadual, as unidades escolares deverão respeitar protocolos sanitários como receber, no máximo, 35% dos alunos matriculados de cada curso. A prioridade serão para disciplinas voltadas à área da saúde.