Tenente-coronel da PM é alvo ataque racista durante palestra virtual

0
47
(foto: Marcelo Brandt/G1)

O tenente-coronel da Polícia Militar de São Paulo Evanilson de Souza foi alvo de racistas enquanto palestrava em uma conferência on-line da USP nesta terça-feira (09)

O PM, que é negro, falava sobre o programa de combate ao racismo que desenvolve na polícia quando um dos participantes começou a escrever ofensas sobre a tela compartilhada.

No chat do aplicativo usado para a transmissão das imagens, ele foi chamado de “macaco” em uma imagem com outras ofensas raciais e sexuais.

No momento das ofensas, Evanilson palestrava em uma conferência internacional virtual organizada pelo Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP).

As ofensas foram apagadas, mas voltaram a ser exibidas por participantes do curso. Em razão do ataque cibernético, a palestra do tenente-coronel foi interrompida.

O ouvidor da polícia, Elizeu Soares Lopes, que também é negro, prestou solidariedade ao tenente-coronel. Segundo a PM, o agente deverá registrar um Boletim de Ocorrência nesta quarta-feira (10).

Através de nota, a Polícia Militar de São Paulo afirmou “repudiar veementemente os ataques com ofensas raciais e mensagens de ódio praticadas contra o Tenente Coronel PMESP Evanilson de Souza”.

“A Polícia Militar se solidariza à vítima e reforça sua posição contra toda forma de discriminação étnico-racial e na missão perene de promover os Direitos Humanos no estado. Se você for vítima de racismo ou conhecer alguém que seja, não fique calado. Disque 190 e denuncie. Racismo é crime”

Até o momento, nem Evanílson e nem a Universidade de São Paulo se manifestaram sobre o ocorrido.