Saúde

Tratamento pode ajudar a aliviar sintomas do Parkinson

Doença que atinge 1% da população mundial, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Parkinson causa tremores, desequilíbrio, rigidez muscular e dificuldade de locomoção em suas vítimas. Mesmo sabendo que a doença não tem cura, um tratamento fisioterápico pode melhorar a qualidade de vida de quem tem esse mal.

O tratamento consiste em exercícios de agilidade, dissociação de tronco, treino de marcha, postura e coordenação motora. Paralelo a isso, é preciso que o paciente realize consultas com seu médico para avaliar cada caso. Só ele pode prescrever medicamentos a base de dopamina como forma de amenizar os sintomas.

Os familiares tem um papel fundamental no tratamento de quem sofre com Parkinson. O apoio família deve servir como estimulante para o paciente ter uma vida ativa e dinâmica, proporcionando maior independência em tarefas mais simples.

A população idosa é a mais afetada pela doença, só no Brasil são 200 mil pessoas, sendo que 75% casos registrados são de pessoas acima de 70 anos.

 



Topo