São Paulo

Vereadores aprovam lei de auxílio-aluguel a mulheres vítimas de violência doméstica

Na última quarta-feira (12/02) os vereadores de São Paulo aprovaram, em segunda votação, o projeto que concede auxílio-aluguel às mulheres vítimas de violência doméstica e em situação de vulnerabilidade. O projeto segue agora para a sanção do prefeito Bruno Covas.

Segundo o texto, as mulheres poderão solicitar o benefício caso sintam que suas vidas estão em risco em decorrência de atos de violência de seus companheiros. A medida busca reduzir o número de feminicídios na capital, ao oferecer condições financeiras para que as vítimas possam encontrar um novo lar com segurança.

Feminicídios na Zona Norte

De acordo com o Mapa da Desigualdade 2019, da Rede Nossa São Paulo, as regiões de Jaçanã, Casa Verde e Vila Guilherme estão entre os 10 distritos com mais registros de casos de feminicídio na capital paulista. O relatório apresentou números das 96 regiões do município.

Dos três distritos da zona norte, Vila Guilherme destaca-se por estar entre as três regiões mais perigosa para as mulheres, contabilizando 3,54 ocorrências de feminicídio a cada 10 mil mulheres. Casa Verde (2,29) surge em quinto lugar e Jaçanã (2,05) fica na sétima posição.

No entanto, vale mencionar que os bairros Sé e Barra Funda, primeira e segunda colocação, respectivamente, são conhecidos por serem regiões comerciais, ou seja, locais de intensa movimentação e concentração de pessoas, o que ressalta ainda mais o problema de Vila Guilherme, região com características mais residencial.

Foto: Nino Carè/Pixabay




Warning: A non-numeric value encountered in /home/jornalspnorte/www/wp-content/themes/jornalspnorte/footer.php on line 3
Topo