Caminhando com Versos

A única camisa

Na Proclamação da República, a proclamação dos versos do narrador e poeta Kléuber Ricardo. Ouça e acompanhe!

A única camisa

República, uma liberdade de pensamento
no colo de um sistema que caminha fora da direção
de um pais socialmente descomprometido.

Com as forças legítimas de um povo que possa sorrir,
trabalhar, mas com a visão indecisa segue
buscando em novos horizontes fechados nos olhos do tempo

Que urge distanciando do brilho de qualquer ação
permita que o silencio sagrado vire um sonho guardado
nesse Brasil que amamos nas cores do céu, venha abrir
novos tempos na grandeza do Sol da esperança se ergue.

Desde um mil oitocentos e oitenta e nove
o que contribuiu o regime republicano na instabilidade
dos seus? Da justiça social? Da conscientização sem opressão?
Ao direito do voto? Ou obriga a votar? Sem escolha

Seguimos no exercício da cidadania, com tanta ironia
Um sentimento que deveria ser levado a serio, que nos move
O coração da pátria está chorando de verdade!

Nos rostos os sorrisos se retraem, sem saber para onde vão
Enquanto a pimenta do reino apura o sabor dos banquetes, sobe a bolha
Nos pés dos que suam a única camisa no riso e na dor, a utopia



Topo