Brasil

Carteiros entram em greve pelo reajuste salarial e contra o corte de direitos

Funcionários dos Correios entraram em greve por tempo indeterminado na noite de terça-feira (10/09). Segundo a categoria, a paralisação acontece em todo país, porque o governo e os Correios se negam a negociar com os carteiros.

Segundo Findect (Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) todos os 36 sindicatos de trabalhadores dos Correios aderiram ao movimento.

As duas reivindicações apresentadas pela categoria são:

  • Reajuste salarial com reposição da inflação; e
  • Não aos cortes de direitos propostos como “medidas estruturantes”.

Em nota, os Correios declara que a paralisação é parcial e que “Já colocou em prática seu Plano de Continuidade de Negócios para minimizar os impactos à população”. Segundo levantamento parcial realizado na manhã de hoje, 82% do efetivo dos Correios no Brasil está trabalhando regularmente. Já na Capital Paulista, o efetivo é de 70%.



Topo