PET

Cuidados com o PET: Chocolate é o vilão da páscoa

A Páscoa está chegando e com ela a esperada troca de ovos de chocolate entre amigos e familiares. Porém é importante saber que o chocolate é tóxico para cães e gatos, por isso é importante que neste período as famílias fiquem atentas para deixar a guloseima afastada dos PETs.

O chocolate é rico em teobromina, substância que não é metabolizada pelos animais, sua ingestão pode levar a tremores musculares, distensão abdominal, vômitos, diarréia, hemorragia interna e ataque cardíaco, além do risco de óbito.

Os efeitos podem aumentar ou diminuir dependendo do tipo do chocolate. O chocolate branco é o menos tóxico, pois tem menos cacau, mas mesmo assim não deve ser oferecido, porque é rico em açúcar e gorduras, ingredientes que podem causar diarreia, problemas dentários, obesidade e serem fatais para cães diabético.

O chocolate mais tóxico é o culinário, aquele usado em bolos e ovos de Páscoa caseiros, contêm 1.365 miligramas de teobromina. Se um cão de 6 kg ingerir 35 gramas desse alimento, por exemplo, pode vir a óbito.

O segundo chocolate mais tóxico é o meio amargo, possui uma concentração menor de teobromina, sendo 528 miligramas para 100 gramas de chocolate, o que faria com que a dose fatal para um cão de mesmo peso seja de 110 gramas. Já o chocolate ao leite, a dose fatal é de 350 gramas.

Foto: Mayara Morais 



Topo