Arte

+ SESC: mostra exibe filmes onde o cotidiano é “engolido” pela velocidade

O ritmo frenético de nossas vidas faz com que esqueçamos de observar a capacidade crítica que temos do mundo. Com isso, a mostra O Cotidiano e as Cidades como Poesia traz três filmes que fazem refletir sobre o quão pouco damos atenção ao cotidiano, sempre tão cheio e imerso de poesia.

São filmes de contemplação com a vida, reafirmando e descobrindo a poesia cotidiana das cidades.

O primeiro filme é Paterson: na história um motorista de ônibus observa a cidade e ouve fragmentos de conversas, além de escrever poesias. Sua esposa, por outro lado, tem um mundo sempre em movimento. Uma relação de derrotas e vitórias do cotidiano, onde a poesia está nos pequenos detalhes. Terça-feira (15/1), às 20h. Grátis.

O SESC está localizado na Av. Luiz Dumont Villares, 579. Mais informações pelo telefone 2971-8700 ou no site.

 



Topo