Marcelo Segredo | Com Selic a 5%, veja como reduzir danos e ainda ganhar sem risco excessivo

0
596

Se você estava acostumado a deixar suas economias na poupança ou então investir em CDB, CDI e Previdência Privada em banco, chegou a hora de acordar. Sim, acordar. Afinal, se você faz isso, sinto dizer que passou boa parte da sua vida se autossabotando financeiramente.

O problema é que, neste cenário de Selic na mínima histórica, até os investimentos mais conservadores fazem você “perder dinheiro”, porque a rentabilidade baixa é corroída pela inflação. E isso pode ficar ainda mais complicado se a taxa continuar a cair para 4,5% ao ano, como previsto para dezembro de 2019.

No entanto, mantenha sua calma. Há uma estratégia para se proteger dessas perdas, que ensino a seguir.

Proteja-se da inflação

Se você for um investidor ultraconservador, recomendo optar por investimentos atrelados ao IPCA, e não ao CDI (pois o CDI acompanha a Selic). Se pensarmos numa inflação a 3,5% e numa Selic de 4,5%, a taxa real de juros de 0,5% a 1% é muito baixa para um investidor que pensa em manter seu poder de compra a longo prazo.

Uma opção nesse caso é o Tesouro IPCA 2024, que ainda rende algo em torno de 2% ao ano em termos reais, já que esse papel tem proteção contra a inflação no contrato. Dessa forma, mesmo que a rentabilidade esteja bem abaixo de outras épocas, ainda está mais atrativa que o CDI.

Aproveite os incentivos fiscais

Agora é o momento de escolher também títulos isentos de imposto de renda. Com uma taxa de juros tão baixa, quaisquer 15% de imposto de renda, que é a taxa mínima que incide na renda fixa tradicional, fazem diferença.

Alongue os prazos e exercite a paciência

Ter alguma vantagem em produtos de renda fixa agora ficou muito mais complicado e atingir os seus objetivos levará um tempo muito maior. Títulos mais longos obviamente oferecem uma rentabilidade um pouco superior, mas quem estará disposto a deixar dinheiro num título do Tesouro que irá vencer em 2050?

Diante disso, você tem a opção de escolher esses títulos mais longos para garantir taxas melhores ou ficar nos títulos conservadores de curto prazo e esperar mais tempo para atingir o objetivo programado.

Fundos imobiliários

Não são considerados investimentos de renda fixa, porém os fundos imobiliários estão com retornos bem mais interessantes que muitos títulos do Tesouro direto atrelados ao IPCA. Esse tipo de produto financeiro passa por uma expansão. Apesar de estarem um pouco mais caros, depois da queda da Selic, eles ainda apresentam um retorno em média acima de 0,5% ao mês – lembrando que há riscos de vacância nos imóveis e inadimplência nos aluguéis. Daí a expertise em saber escolher fundos imobiliários com maior solidez e de setores estratégicos. É uma coisa sólida porque tem um imóvel dentro do fundo, mas precisa ter cuidado. Peça ajuda.

Diversifique

Montar uma carteira de investimentos diversificada é fundamental para que se tenha uma excelente rentabilidade. Para isso você não precisa abandonar a renda fixa. Digo até que ela é importante para dar segurança e liquidez para seus investimentos. A indicação é deixar uma parte na renda variável para que seu dinheiro se multiplique mais rapidamente.

Na renda variável, por exemplo, tem empresas sólidas no mercado disponíveis na bolsa de valores oferecendo uma rentabilidade de mais de 35% ao ano.

Quando você conseguiu essa rentabilidade dentro de um banco?

Qual o risco de perder tudo investindo na bolsa?

Ele existe, sim, se você for imprudente investindo sem buscar conhecimento ou ajuda especializada.

Também não adianta sair por aí fazendo uma infinidade de cursos que prometem deixar milionário em pouco tempo. Cuidado com isso. Hoje o que mais se vende na internet é o “Fique milionário”, “Consiga seu primeiro milhão rápido” e por aí vai.

Mas agora o banco oferece especialistas em investimento. Devo sair mesmo assim?

Engraçado, né? Agora que todo mundo está tirando o dinheiro dos bancos e indo para as corretoras, eles começam a veicular propagandas dizendo que têm os melhores especialistas de investimento do mercado e que estão isentando a cobrança de taxas de corretagem. Tem até propaganda de banco na TV botando medo nas pessoas dizendo que investir é muito perigoso, que isso é coisa para especialistas, ou seja, botando na sua cabeça que você é incapaz. É óbvio que está mais do que na hora de você acordar.

Tempo é dinheiro

Se você faz parte dos mais de 97% de brasileiros que não sabem investir, o ideal é procurar um coaching financeiro para te ajudar a montar uma carteira de investimentos rentável e segura, bem como te ensinar passo a passo como fazer tudo sozinho, sem ficar dependendo de ninguém. Diz o ditado que “O porco engorda mais sob o olhar do dono”. Pois bem, chegou a hora de engordar o seu porquinho.


marcelo-segredo

Consultor financeiro, palestrante, ex-presidente da ONG ABC (Associação Brasileira do Consumidor), criador da “Clínica Financeira” e “Casamento & Negócios”, diretor presidente da Marcelo Segredo Assessoria Empresarial Fone: 3360-2902 site: www.marcelosegredo.com.br e-mail: marcelo@marcelosegredo.com