Arte

Bienal de graffiti tem curadoria de Binho Ribeiro, idealizador do MAAU

Quem passa pela Av. Cruzeiro do Sul vê, nas pilastras que sustentam o metrô, as mais variadas criações que dão vida e cor à região. É o Museu Aberto de Arte Urbana (MAAU), idealizado pelo artista Binho Ribeiro com a união de vários outros criadores. Ribeiro, um dos maiores expoentes da Street Art no país, é o curador e fundador da Bienal Internacional Graffiti Fine Art, que chega à 4ª edição.

O encontro de artistas será realizado no centro cultural do Memorial da América Latina de 6 a 28 de outubro, das 10h às 22h, com entrada gratuita. A exposição vai reunir mais de 80 artistas urbanos nacionais e internacionais, muitos em processo de criação na própria bienal, transformando os espaços do Memorial. Uma área externa vai proporcionar uma imersão à Street Art, com atividades e exposições.

Leia mais: “Esse aqui é o meu pedaço!”

A interatividade será uma das marcas do evento, com mesas de diálogo, performances, oficinas e criação de página na web pelos artistas. Entre os participantes, Chivitz, Ozi, Higraff e Moh, vindo de Gana.

O Memorial da América Latina fica na Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, perto da estação Barra Funda do metrô.

 

foto (topo): Tito Ferrara/@titoferrara



Topo